Blogueiro condenado a pagar R$ 37 mil a Rodrigo Janot

autor Misto Brasília

Postado em 31/10/2017 14:10:35 - 15:04:00


Rodrigo Janot ganhou ação na primeira instância contra blogueiro/Arquivo

Ex-assessor de deputada do PT chamou de “rato” no Facebook o ex-procurador-geral

O blogueiro Rodrigo Grasse Cademartoria, conhecido como Rodrigo Pilha, ex-assessor parlamentar da deputada Érika Kokai (PT-DF), foi condenado ao pagamento de R$ 37,4 mil por danos morais ao ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A sentença é do Juizado Especial Cível de Brasília e foi conhecida esta semana.

O blogueiro terá que publicar também um vídeo de retratação com duração igual ao do original, sob pena de multa diária de R$ 500,00, além de retirar o vídeo no prazo de cinco dias. Ele pode recorrer. Na decisão informou-se que o réu abusou do direito de informação ao veicular notícia sem comprovação de veracidade, além de violar a honra do autor com xingamentos

Na sua página no Facebook, Rodrigo Pilha acusou o ex-procurador geral de ter se encontrado com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), para fazer um “acordão” para livrar parlamentares implicados em decorrência da operação Lava Jato. Ele chamou o senador e Janot de “ratos” e de “bandidos da República”.

O blogueiro ficou conhecido após uma manifestação contra a blogueira cubana Yoni Sánchez, na Câmara dos Deputados no dia 20 de fevereiro de 2013. Na época ele estava em horário de trabalho e provocou junto com outros manifestantes um tumulto em meio a uma manifestação contra a visita da blogueira.


Governador do DF, Ibaneis Rocha, afirma que o TCU é um "tribunal de merda"
AO VIVO TV Euronews
veja +
Câmara conclui MP da Liberdade Econômica e aprova projeto de abuso de autoridade
Ibaneis sobre a avó de Michele Bolsonaro: se quero atendimento mais rápido pago plano de saúde
CCJ do Senado aprova atuação de juizados de violência doméstica
veja +