A terceira denúncia a caminho contra Temer

autor Misto Brasília

Postado em 06/10/2017 06:29:15 - 06:25:00


Temer poderá marcar data e hora ou escrever o depoimento/Arquivo

A Procuradoria-Geral está autorizada a tomar o depoimento do presidente por ordem do Supremo

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quinta-feira (5) a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a tomar o depoimento do presidente Michel Temer no inquérito em que ele é investigado sob suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na edição de um decreto este ano que mudou regras do sistema portuário.

Em sua decisão, Barroso permitiu que Temer possa marcar o dia e o local para ser ouvido no caso e também, se preferir, poderá se manifestar por escrito, podendo inclusive não se pronunciar sobre as suspeitas.

“Assim, mesmo figurando o senhor presidente na condição de investigado em inquérito policial, seja-lhe facultado indicar data e local onde queira ser ouvido pela autoridade policial, bem como informar se prefere encaminhar por escrito sua manifestação, assegurado, ainda, seu direito constitucional de se manter em silêncio”, decidiu o ministro do STF.


Governador do DF, Ibaneis Rocha, afirma que o TCU é um "tribunal de merda"
AO VIVO TV Euronews
veja +
Câmara conclui MP da Liberdade Econômica e aprova projeto de abuso de autoridade
Ibaneis sobre a avó de Michele Bolsonaro: se quero atendimento mais rápido pago plano de saúde
CCJ do Senado aprova atuação de juizados de violência doméstica
veja +