Fraude em concurso é alvo da Polícia Federal

autor Misto Brasília

Postado em 18/09/2017 13:31:02 - 13:23:00


Ponto eletrônico usado em fraude/Reprodução Google

Organização criminosa utilizava pontos eletrônicos no esquema em Alagoas e São Paulo

Operação Afronta II foi deflagrada pela Polícia Federal em Alagoas e São Paulo hoje (18). O alvo é organização criminosa que fraudava concursos públicos em todo o País com o uso de pontos eletrônicos.  A fraude teria sido descoberta em 14 concursos públicos nacionais aplicados pela Fundação Carlos Chagas. 

 

A ação ocorreu em São Paulo, nas cidades de Campinas e Sorocaba. Dois mandados de prisão temporária, além de quatro de condução coercitiva e 10 de busca e apreensão foram cumpridos após serem expedidos pela Justiça Federal.

Já, em Alagoas, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, três de condução coercitiva e um de prisão. O cumprimento dos mandados judiciais deu-se nos municípios de Maceió, Marechal Deodoro, União dos Palmares e Arapiraca.

Vale lembrar que a Operação Afronta I ocorreu em 2015 e apurou fraude no concurso público do Tribunal Regional Federal da 3ª Região para cargos de técnicos e analista judiciário. Foram indiciadas nove pessoas, quatro pessoas responsáveis pelos desvios das provas e três pessoas que as corrigiam. Além destas 16 pessoas, 12 candidatos que receberam as questões por “ponto eletrônico” e duas pessoas que também tiveram participação na fraude foram indiciadas.


AO VIVO TV Brasil
Derrubada de árvore que provocou uma ação popular de R$ 50 milhões
veja +
LDO prevê salário mínimo de R$ 1.040 em 2020, com correção apenas pela inflação
Enfermagem pede lei que garanta jornada de 30 horas semanais
Senado quer explicação de ministro sobre vídeo favorável ao golpe militar
veja +