A professora e a cidadania

autor Misto Brasília

Postado em 29/08/2017 15:11:53 - 15:08:00


Os professores também tem papel importante na educação/Arquivo/Reprodução Facebook

Costuma-se atribuir apenas à família a educação dos filhos. A escola tem também responsabilidade

Texto de Laudelino José Sardá

O episódio que abalou o Brasil, exibindo o olho roxo da professora de Indaial (SC), agredida por um aluno de 15 anos, não pode ser registrado nos limites da espetacularização dos fatos, como sempre faz a mídia tradicional (jornal, TV e rádio). O momento serve para avaliar o papel da escola na construção da cidadania. 

Costuma-se atribuir apenas à família a educação dos filhos. Não! A escola tem também responsabilidade. E a cretinice do oportunismo é tamanha que agora a Secretaria da Educação criou um sistema-denúncia, para ensejar a todos os professores agredidos de denunciar imediatamente.

Será que a Secretaria não poderia criar um sistema para orientação crianças e jovens sobre o exercício da cidade, e orientar seu corpo docente a investir no papel imprescindível de educar o aluno para exercitar a ética e moral como pressupostos de uma sociedade saudável?

A própria justiça apressou-se em internar o jovem. Será que juízes e promotores já foram informados sobre a legião de crianças armadas, que vivem assaltando e matando cidadãos? Basta prendê-los, internando-os em asilos que acabam especializando jovens para o crime?

Ora, ora. Não surpreenderá se a Secretaria da Educação conceder um título de honraria à professora agredida e acionar a sua procuradoria para defender a expulsão e a internação do jovem.

Nesse apartheid social, a escola não cumpre o seu papel. No Brasil da fantasia, há excesso de alegorias.


AO VIVO sessão da Câmara Legislativa do DF
AO VIVO Radio 247 - jazz
veja +
Proposta obriga vagões exclusivos para mulheres e crianças
Debate nesta terça-feira segurança de dados pessoais no Brasil
Comissão sugere criação do Mês de Conscientização sobre Câncer de Cólon e Reto
veja +