Palocci não consegue escapar de prisão preventiva

autor Misto Brasília

Postado em 16/08/2017 17:51:28 - 17:50:00


Palocci foi preso em setembro do ano passado em fase da Lava Jato/Arquivo

Habeas corpus havia sido indeferido em julho e medida cautelar foi mantida por unanimidade no TR4

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TR4), com sede em Porto Alegre, decidiu hoje (16) manter a prisão preventiva do ex-ministro Antonio Palocci. E foi por unanimidade de votos da 8ª Turma do tribunal.

Os desembargadores julgaram o mérito do habeas corpus impetrado pela defesa de Palocci, que já havia sido indeferido no começo de julho.

Para eles, a prisão é necessária por haver risco de novos ações de lavagem de dinheiro. Outro motivo é que os valores amealhados com os crimes não foram sequestrados pela Justiça. Além disso, a 8ª Turma também levou em conta uma possível tentativa fuga de Palocci do País.

O relator do processo, João Pedro Gebran Neto, enfatizou, no voto, que a sentença em primeiro grau que condenou Palocci a mais de 12 anos de prisão reforça os requisitos mantê-lo preso. "O que era indiciário está provado na sentença." O relator foi acompanhado pelos votos de Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus.

Palocci é acusado de ter recebido propina e de manter conta no exterior. O ex-ministro de Lula da Silva e Dilma Rousseff foi preso em setembro do ano passado, durante a 35ª fase da Operação Lava Jato. No momento, ele está detido na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba, no Paraná.


Governador do DF, Ibaneis Rocha, afirma que o TCU é um "tribunal de merda"
AO VIVO TV Euronews
veja +
Câmara conclui MP da Liberdade Econômica e aprova projeto de abuso de autoridade
Ibaneis sobre a avó de Michele Bolsonaro: se quero atendimento mais rápido pago plano de saúde
CCJ do Senado aprova atuação de juizados de violência doméstica
veja +