Cresce a ignorância por conta da cor da pele

autor Misto Brasília

Postado em 13/08/2017 07:52:32 - 07:51:00


Grupos rivais se enfrentam em protestos nos EUA/Reprodução

Protestos nos Estados Unidos faz vítimas e é um retrato de uma sociedade dividida pela violência

Uma pessoa morreu e cerca de 20 ficaram feridas neste sábado na cidade de Charlottesville, no estado americano da Virgínia, em um dia marcado por confrontos entre participantes de uma marcha supremacista branca e manifestantes antiracismo.

Os participantes do protesto associado à supremacia branca vestiram capacetes, portaram escudos e levantaram bandeiras dos Estados Confederados e cartazes com suásticas, além de fazerem saudações nazistas. 

Uma pessoa morreu, segundo a DW, ao ser atropelada por um dos participantes da marcha nacionalista, que jogou seu carro contra manifestantes e deixou vários feridos. Além disso, o piloto e um passageiro de um helicóptero da polícia estadual morreram após um incidente nos arredores da cidade. As autoridades ainda não sabem se a queda da aeronave tem ligação com os confrontos.

"Vocês não nos apagarão", cantou uma multidão de nacionalistas brancos, enquanto os manifestantes contrários levavam cartazes que diziam: "Nazi vai para casa" e “destrua a supremacia branca".

O governador Terry McAuliffe declarou situação de emergência. O pedido foi feito para "ajudar o Estado a responder à violência", escreveu no Twitter. O protesto "Unir a Direita" levou milhares de nacionalistas à cidade de 50 mil habitantes e foi convocado para contestar a decisão de Charlottesville de remover a estátua do general Robert E. Lee de um parque no centro da cidade.


Passageiros filmam avião em chamas nesta tarde em Belo Horizonte
Guedes fala em antecipar receitas para os governadores
veja +
Ibaneis volta a dizer que não quer o chefão do PCC no DF e pede fechamento de presídio
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
veja +