Cresce a ignorância por conta da cor da pele

autor Misto Brasília

Postado em 13/08/2017 07:52:32 - 07:51:00


Grupos rivais se enfrentam em protestos nos EUA/Reprodução

Protestos nos Estados Unidos faz vítimas e é um retrato de uma sociedade dividida pela violência

Uma pessoa morreu e cerca de 20 ficaram feridas neste sábado na cidade de Charlottesville, no estado americano da Virgínia, em um dia marcado por confrontos entre participantes de uma marcha supremacista branca e manifestantes antiracismo.

Os participantes do protesto associado à supremacia branca vestiram capacetes, portaram escudos e levantaram bandeiras dos Estados Confederados e cartazes com suásticas, além de fazerem saudações nazistas. 

Uma pessoa morreu, segundo a DW, ao ser atropelada por um dos participantes da marcha nacionalista, que jogou seu carro contra manifestantes e deixou vários feridos. Além disso, o piloto e um passageiro de um helicóptero da polícia estadual morreram após um incidente nos arredores da cidade. As autoridades ainda não sabem se a queda da aeronave tem ligação com os confrontos.

"Vocês não nos apagarão", cantou uma multidão de nacionalistas brancos, enquanto os manifestantes contrários levavam cartazes que diziam: "Nazi vai para casa" e “destrua a supremacia branca".

O governador Terry McAuliffe declarou situação de emergência. O pedido foi feito para "ajudar o Estado a responder à violência", escreveu no Twitter. O protesto "Unir a Direita" levou milhares de nacionalistas à cidade de 50 mil habitantes e foi convocado para contestar a decisão de Charlottesville de remover a estátua do general Robert E. Lee de um parque no centro da cidade.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
veja +
Câmara aprova criação do Dia Nacional da Música e Viola Caipira
Saída de cubanos do programa Mais Médicos repercute na Câmara
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
veja +