Justiça nega pedido de Arruda no caso Caixa de Pandora

autor Misto Brasília

Postado em 01/08/2017 11:28:06 - 11:21:00


Arruda e Durval Barbosa são os principais personagens da Caixa de Pandora/Arquivo/Fotomontagem

Várias solicitações foram negadas aos réus da operação Caixa de Pandora na Vara Criminal

O juiz da 7ª Vara Criminal de Brasília, Fernando Brandine Barbagalo, negou vários pedidos formulados pelas defesas do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda em uma das ações penais oriunda da operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que foi recebida em abril de 2014.

Na lista de réus estão relacionados Geraldo Maciel; Paulo Octávio Alves Pereira; José Celso Valadares Gontijo; Marcelo Carvalho de Oliveira e Durval Barbosa Rodrigues, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Os advogados dos acusados insistem, principalmente, na tese de ilicitude das provas e na realização de perícia dos gravadores utilizados por Durval Barbosa, no ano de 2009, quando ele resolveu delatar o esquema de corrupção conhecido como Mensalão do Democratas.

As investigações da Polícia Federal revelaram a existência no Distrito Federal de esquema de compra de apoio político por meio de pagamento de mesada a parlamentares, financiada por propina arrecadada do setor privado.

Os pedidos negados

1) realização de acareação entre Durval Barbosa Rodrigues e José Ventura dos Santos e o Subsecretário de Inteligência da SSP/DF, aduzindo para tanto eventuais contradições entre as informações prestadas por aqueles e as novas informações fornecidas pelos órgãos da Secretaria de Segurança Pública do DF, requerendo inclusive pela acareação com o atual Subsecretário de Inteligência da SSP/DF

2) novas expedições de ofícios, com vistas à obtenção de esclarecimentos pelo Subsecretário de Inteligência da SSP/DF; 3) realização de audiência com o escopo de ouvir o referido senhor José Ventura dos Santos e todos aqueles policiais lotados na Subsecretaria de Inteligência da SSP/DF no período de 30.11.2009 a 04.12.2012, quando teriam acontecido as varreduras, buscas e apreensões.

4) encaminhamento ao processo das fotos funcionais dos policiais civis vinculados àquela Subsecretaria no referido período para eventual reconhecimento pela testemunha.


Governador do DF, Ibaneis Rocha, afirma que o TCU é um "tribunal de merda"
AO VIVO TV Euronews
veja +
Câmara conclui MP da Liberdade Econômica e aprova projeto de abuso de autoridade
Ibaneis sobre a avó de Michele Bolsonaro: se quero atendimento mais rápido pago plano de saúde
CCJ do Senado aprova atuação de juizados de violência doméstica
veja +