Notre Dame vai pagar R$ 10 mil de indenização a cliente

autor Misto Brasília

Postado em 25/07/2017 10:50:41 - 10:41:00


Empresa foi condenada porque não prestou serviços adequados/Arquivo/Dvulgação

A empresa de plano de saúde demorou a autorizar e a executar procedimentos de emergência

A Notre Dame Intermédica Saúde foi condenada a indenizar beneficiário que só obteve autorização para se submeter a procedimento de urgência, 27 dias após a indicação médica. A decisão foi unânime. A sentença da 1ª. Turma Recursal do Paranoá foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A empresa vai pagar R$ 220,00 a título de indenização por danos materiais (gastos comprovados com remédios e consultas) e indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil, tudo acrescido de juros e correção monetária.

O autor conta que sofreu múltiplas fraturas em seu rosto, necessitando realizar três cirurgias de urgência, conforme laudo médico juntado aos autos. Contudo, os procedimentos somente foram autorizados um mês depois e, ainda assim, agendados para 27/7/2016. Confirmou informou a assessoria do TJDF, para o juiz originário "houve injustificável letargia por parte da entidade ré na liberação do procedimento cirúrgico ao autor”.


AO VIVO TV Câmara Legislativa
Estudantes do Gisno protestam contra a adoção do modelo cívico-militar
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +