Geddel pode ir para casa, mas tem pedido de prisão

autor Misto Brasília

Postado em 13/07/2017 17:23:39 - 17:10:00


Ex-ministro Geddel Vieira Lima/ Reprodução de Vídeo

Mesmo sem tornozeleira, MPF liberou o ex-ministro da Papuda e deu 45 dias para ser providenciada

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) deverá ira para casa em Salvador na Bahia, mesmo sem tornozeleira eletrônica. A determinação, desta quinta-feira (13), é do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). O magistrado entendeu que a falta do equipamento em Brasília não deveria impedir a transferência do peemedebista do complexo penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, para Salvador, na Bahia.

O desembargador tomou a decisão depois de ter sido informado, por meio de nota, pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) do Distrito Federal, ligada à Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF), que não havia tornozeleira eletrônica disponível. 

Como Geddel deverá ficar na residência dela em Salvador, o desembargador determinou que a Superintendência Regional da Delegacia da Polícia Federal no Estado da Bahia aplique a tornozeleira eletrônica em um prazo de 48 horas.

Entretanto, nesta mesma quinta-feira (13), Geddel sofreu um novo revés. O Ministério Público Federal pediu nova prisão preventiva dele. Na visão dos procuradores Anselmo Lopes e Sara Moreira Leite novos elementos colhidos na investigação mostram que Geddel cometeu os crimes de exploração de prestígio e tentou embaraçar às investigações.

Isso, segundo depoimentos do doleiro Lúcio Bolonha Funaro e da esposa dele, Raquel Pitta, contaram detalhadamento os contatos feitos por Geddel.


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +