Parada gay em Brasília defende estado sem religião

autor Misto Brasília

Postado em 25/06/2017 22:27:01 - 22:22:00


Manifestantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios/Antonio Cruz/Agência Brasil

O estado laico deve ser para toda a sociedade, como disse representante de entidade

Com o tema “Religião não se impõe. Cidadania se respeita”, a 20ª Parada do Orgulho LGBTS (lésbicas gays, bissexuais, travestis, transexuais e simpatizantes) realizada neste domingo em Brasília, defendeu a importância de um estado laico no país.

Pesquisa feita no Distrito Federal pela Associação da Parada Orgulho LGBTS constatou que 48,4% dos entrevistados conhecia o conceito de estado laico, ou seja, o estado que tem uma posição neutra em relação a religiões.

“O estado laico deve ser para toda a sociedade. As religiões não devem interferir na cidadania das pessoas”, disse o coordenador da Associação, Michel Platini. Ele lembrou que, em outras épocas, outros grupos já foram vítimas de intolerância religiosa, como as mulheres e os negros.

“Hoje, o foco somos nós, mas outros segmentos da sociedade já passaram por isso”.

Os participantes do evento comemoraram a regulamentação, na última sexta-feira (23), da lei distrital que pune discriminações por razões de orientação sexual. 


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +