Supremo adia inquérito contra Temer até conclusão de perícia

autor Misto Brasília

Postado em 22/05/2017 16:35:13 - 16:34:00


Cármen Lúcia decidiu esperar pela análise técnica da gravação/Arquivo

Defesa apontou 70 “pontos de obscuridade” na gravação da conversa entre o presidente e Joesley

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármem Lúcia, atendeu a um pedido do relator da Operação Lava-Jato no STF, ministro Edson Fachin. E decidiu suspender inquérito contra Michel Temer no Supremo Tribunal Federal (STF), apresentado pelo próprio presidente, só será julgado após um gravador que está nos Estados Unidos ser periciado.

Enquanto isso, a defesa contratou uma perícia própria que constatou 70 "pontos de obscuridade" na gravação da conversa entre Temer e Joesley Batista, na qual a Procuradoria Geral da República vê indício de cometimento, pelo presidente, de crimes de obstrução à Justiça, corrupção passiva e organização criminosa. Na conversa, o empresário faz relatos de crimes a Temer, sem que nenhuma providência tivesse sido tomada.

 


Ibaneis bate boca com deputados distritais da oposição sobre escolas militares
AO VIVO TV Câmara Legislativa
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +