Panetone provoca primeira condenação de Arruda

autor Misto Brasília

Postado em 05/05/2017 21:28:14 - 21:22:00


Arruda foi condenado pela primeira vez no âmbito da Pandora/Arquivo

Refere-se ao caso em que ele recebeu R$ 50 mil registrado em vídeo de Durval Barbosa

O ex-governador José Roberto Arruda (PR) foi condenado a uma pena de 3 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime semi-aberto. Arruda pode recorrer em liberdade.

O processo trata da confecção, em 2009, de quatro recibos em que o então governador aponta ter recebido doações de cerca de R$ 50 mil de Durval Barbosa para compra de panetones.

O vídeo deflagrou as investigações da Operação Caixa de Pandora em 2009, registra o Correio Braziliense. Na sentença, o juiz Paulo Afonso Carmona aponta que os quatro recibos foram impressos no mesmo dia, 28 de outubro de 2009, na residência oficial de Águas Claras, e entregues a Durval que os rubricou.

Carmona é o juiz responsável por todas as ações penais da Operação Caixa de Pandora. Esta é a primeira sentença. Arruda e outros envolvidos no caso têm condenações em segunda instância na esfera cível, em ações de improbidade administrativa.


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +