Morre John Hurt, de Expresso da Meia Noite e Homem Elefante

autor Misto Brasília

Postado em 28/01/2017 10:05:42 - 10:04:00


Foto - Misto Brasília

Ele tinha 77 anos e mais de meio século de carreira com vários prêmios pela sua atuação

John Hurt morreu aos 77 anos vítima de cancro do pâncreas, informou a BBC ao citar o agente do ator britânico. Apesar de a doença lhe ter sido diagnosticada em 2015, Hurt completou ainda uma mão-cheia de filmes, quatro dos quais têm estreia prevista para este ano.

Nomeado duas vezes para os ambicionados Óscares (1979 e 1981), John Hurt foi distinguido quatro vezes pelos prémios do cinema britânico – os BAFTA – em 1976, 1979, 1981 e 2012 (este último pelo contributo dado ao cinema), e consagrado uma outra pela imprensa estrangeira de Hollywood – com um Globo de Ouro (1979).

Com uma carreira de mais de meio século no cinema e na televisão (o teatro começou antes, ainda na escola), é esse período entre o final dos anos 1970 e o início da década seguinte que marcam a filmografia de John Hurt: primeiro em The Naked Civil Servant (1976), depois em O Expresso da Meia-NoiteAlien – O 8.º Passageiro (ambos de 1979) e O Homem Elefante (1980), no qual o britânico interpreta a personagem que dá título ao filme de David Lynch, até 1984, a adaptação à tela da distopia de George Orwell, que protagonizou.

Mais recentemente, esteve na saga de Harry Potter, no primeiro e no segundo tomo de Hellboy, em V de Vingança, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal ou A Toupeira.

Nascido a 22 de Janeiro de 1940 em Chesterfield, Hurt era filho de um vigário anglicano e de uma engenheira (e atriz amadora). Recebeu uma educação conservadora.

O seu gosto pelo trabalho de ator não foi acolhido de imediato pela família, que o encaminhou para o estudo da pintura – o que fez. Mas assim que pôde reincidiu na paixão a que dedicaria a sua vida. Foi investido cavaleiro pela rainha Isabel II em 2015, quando já se encontrava doente.


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +