Aumenta número de empresas na lista do trabalho escravo

autor Misto Brasília

Postado em 27/01/2017 07:38:45 - 07:34:00


Trabalhador executa tarefa em plantação de cana/Arquivo/ContraPauta

Divulgação tinha sido suspensa pelo governo, mas a justiça trabalhista mandou dar publicidade

Está praticamente pronta a lista suja de empresas que usam trabalho escravo. Muitas foram flagradas ao longo de 2016 por fiscalizações do Ministério Público do Trabalho. A última lista, divulgada há um ano, revelou o nome de 340 empresas. A tendência é de que esse número seja maior

A divulgação da lista foi suspensa pelo governo Temer, mas a Justiça do Trabalho mandou divulgar regularmente. A lista suja instituída em 2003 é uma referência mundial. É considerada pelas Nações Unidas como um dos principais instrumentos de combate ao trabalho escravo, segundo a Coluna Esplanada.

A presença na lista impede o financiamento de projetos e moraliza o pagamento de direitos fundamentais dos trabalhadores


AO VIVO TV Câmara Legislativa
Estudantes do Gisno protestam contra a adoção do modelo cívico-militar
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +