Estilo mineiro da política na Suprema Corte

autor Misto Brasília

Postado em 24/01/2017 08:11:46 - 08:07:00


Ministra Cármen Lúcia durante sessão no Supremo Tribunal/Arquivo

Ministra Cármen Lúcia tem ouvido muito sobre indicação de novo relator da Lava Jato

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, tem exercido como ninguém seu lado “mineiro de ser”. Embora não tenha nenhuma intimidade com a política partidária, a magistrada de Montes Claros tem falado pouco e desconversa sobre a escolha do novo relator da Operação Lava jato.

A ministra já autorizou a retomada de procedimentos para homologação da delação da Odebrecht. Serão realizadas audiências com os delatores, segundo o site Jota.

Primeiro foi ouvir os três juízes auxiliares de Teori Zavascki - Márcio Schiefler, Paulo Marcos e Hugo Sinvaldo, dois dos quais de Santa Catarina, estado natal do falecido ministro, informa a Coluna Esplanada.

Queria saber em que pé está a análise das delações premiadas. Devagar tem discutido o assunto com os colegas ministros. Nas conversas tem percebido que a questão vai além da jurídica


AO VIVO TV Câmara Legislativa
Estudantes do Gisno protestam contra a adoção do modelo cívico-militar
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +