Cadastro na cultura do DF para obter incentivos

autor Misto Brasília

Postado em 22/01/2017 17:47:43 - 17:43:00


O ator Daniel Obregon, do grupo teatral E Agora?/Gabriel Jabur/Agência Brasília

Grupo de teatro E Agora também se cadastrou para receber os recursos que ainda não divulgados

Para conseguir inscrever a peça “Variável” no Fundo de Apoio à Cultura (FAC), o grupo de teatro de improviso E Agora? registrou um dos atores, Daniel Obregon, de 29 anos, no Cadastro de Entes e Agentes Culturais (Ceac).

Por ser um gênero despojado, os atores não precisam de maquiagem ou de figurinos específicos, mas as apresentações ainda assim têm gastos.

Caso o grupo passe no resultado final do FAC, ainda não divulgado, o recurso obtido será usado para aumentar a circulação da peça na temporada de 2017. “As pessoas não têm conhecimento do custo de teatro. Além dos atores, tem que pagar técnico de som, de luz e a pessoa na bilheteria. Nos equipamentos de som e de iluminação também vai muito dinheiro. Ainda há o aluguel do espaço”, justifica Obregon.

Para se cadastrar no Ceac, a pessoa física ou jurídica deve comprovar que faz ações na área de cultura. Basta ter os documentos exigidos, que devem ser entregues no protocolo da Secretaria de Cultura (Setor Cultural Norte, Via N2, Anexo do Teatro Nacional), de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas. (Da Agência Brasília)


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +