Mais sete se integram ao exército de 10 mil santos

autor Misto Brasília

Postado em 16/10/2016 17:42:01 - 17:36:00


Padre argentino José Gabriel del Rosario Brochero, santificado hoje/Arquivo/Divulgação

Entre os declarados santos pelo papa Francisco, um padre argentino que morreu de lepra

O papa Francisco declarou neste domingo dois mártires, quatro padres e uma freira santos da Igreja Católica, afirmando que todos eles tinham um "coração generoso e inabalável".

Francisco santificou o padre argentino José Gabriel del Rosario Brochero, que montou em uma mula e saiu em torno de uma vasta região da província de Córdoba pregando e construindo escolas, igrejas e ruas. Enquanto visitava os doentes, ele contraiu lepra e morreu em 1914.

Dois mártires também foram adicionados à lista da Igreja de mais de 10 mil santos. Aos 14 anos de idade, José Sanchez del Rio foi torturado e morto a tiros em 1928, quando se opunha ao regime anticatólico em seu México natal.

O segundo, Salomone Leclerq, pertencia a uma ordem religiosa na França, onde foi morto durante a revolução de 1792.

A freira francesa Elizabeth Catez, conhecida como irmã Isabel da Trindade, morreu aos 26 anos, em 1906, de um raro distúrbio da glândula supra-renal, até então, era incurável.

O bispo espanhol Manuel González Garcia, que ficou conhecido como o "bispo do Tabernáculo" depois de uma experiência mística em uma igreja perto de Sevilha, também foi santificado, juntamente com os padres italianos Ludovico Pavoni e Alfonso Maria Fusco, fundadores de congregações religiosas e que trabalharam com os pobres no século 19.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
Kajuru vai propor medidas para investigar a CBF
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
veja +