Dona do Wordpress compra Tumblr sem expor pornografia

autor Misto Brasília

Postado em 13/08/2019 12:02:32 - 11:51:00


Automatic comprou a Tumblr do Yahoo, mas não foi divulgado o valor/Arquivo/Divulgação

Rede social foi desvalorizada nos últimos anos, mas o negócio com o Yahoo aconteceu mesmo assim

A plataforma de blogging Tumblr vai mudar de mãos, mais uma vez, mas a partilha de pornografia, que lhe deu grande popularidade, vai continuará proibida. Esta regra tinha sido instituída em dezembro de 2018 e vai manter-se em vigor no próximo capítulo, anunciou a Automattic, que é dona do Wordpress e compra esta popular plataforma de microblogging à Verizon, dona da Yahoo.

Os valores envolvidos não foram revelados – alguma comunicação social dos EUA e britânica falam num negócio ruinoso para os lados da Yahoo, que comprou o Tumblr em 2012, por US$ 1100 milhões (cerca de R$ 4,4 bilhões). Era um tempo de grandes negócios na Internet, em torno de marcas de rápido crescimento, como era o caso do Tumblr, cujo sucesso se baseava numa interface e um sistema de publicação bastante simples e um grande foco na partilha de conteúdos visuais como imagens e vídeo.

Um ano depois, o Facebook compraria o Instagram por uma quantia semelhante, mas ao contrário desta rede social, o Tumblr não provou o valor que pagaram por ele, segundo informa o Público.

Em apenas quatro anos, a Yahoo viu-se obrigada a desvalorizar esse ativo por duas vezes. Depois de falhar redondamente nos objetivos de receitas e lucros, em 2016, a Yahoo reviu as estimativas de cash flow futuros e registaria imparidades de mais de US$ 750 milhões (cerca de R$ 3 bilhões). Um doloroso corte que era feito no goodwill e nos ativos intangíveis, mostrando que gigantes como o Yahoo sobrevalorizavam marcas e descuraram modelos de negócio.


AO VIVO TV Câmara Legislativa
Estudantes do Gisno protestam contra a adoção do modelo cívico-militar
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +