Ex-secretário de Transportes de Agnelo é condenado

autor Misto Brasília

Postado em 04/06/2019 19:05:38 - 19:04:00


Vasquez não poderá firmar contratos com o poder público nos próximos anos/Arquivo

José Vazquez e o advogado Sacha Reck terão que devolver no total R$ 1,4 milhão

O ex-secretário de Transportes José Walter Vazquez Filho, terá que devolver ao governo do Distrito Federal R$ 744 mil. O valor constitui uma parte da condenação pela prática de atos de improbidade administrativa. O juiz substituto da 1ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal, André Silva Robeiro, considerou que ele fraudou uma concorrência relativa a concessão de sérvios de transporte público coletivo em 2011, no governo Agnelo Queiroz (PT). A denúncia foi apresentada em 2015.

Foi aplicado também as sanções de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco anos e proibição de contratar com o poder público. Na mesma sentença foi condenado o advogado, Sacha Breckenfield Reck, que também terá que devolver R$ 744 mil. Os outros réus José Augusto Pinto Júnior e Galeno Furtado Monte foram inocentados.

O Ministério Público do DF acusou o ex-secretário de ter contratado o advogado de forma irregular, sem licitação, para atuar como membro da Comissão Permanente de Licitação, fato que lhe permitiu interferir no resultado do certame, uma vez que teve acesso a informações privilegiadas. O mesmo advogado foi constituído pela Viação Marechal Ltda, empresa que participou e ganhou o lote 4 da concorrência, elaborada pela comissão de licitação.


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +