Violência virou uma rotina nas escolas do DF e Entorno

autor Misto Brasília

Postado em 20/05/2019 12:03:30 - 11:57:00


Professor Júlio César Barroso de Souza assassinado por um aluno em Valparaíso/Arquivo

No final de abril um professor foi morto por um aluno e um professor armado invadiu a Secretaria

O caso de violência com morte que aconteceu nesta manhã na Secretaria da Educação não foi o primeiro caso de violência na área da educação no Distrito Federal e do Entorno. O último caso grave vitimou o professor Júlio César Barroso de Souza, 41 anos, no final de abril na cidade de Valparaíso de Goiás.

Ele foi morto por um aluno dentro do colégio estadual Céu Azul. Mais tarde, após uma fuga, o adolescente foi apreendido pela Polícia Civil de Goiás no Novo Gama.

No dia 15 de março, um professor licenciado foi detido após invadir o prédio central da Secretaria da Educação do DF.  Ele estava com uma besta (espécie de arco e flecha) e com duas a três setas e uma faca própria para acampamento. 

A rede de ensino público do Distrito Federal deverá adotar até o final deste mês novas regras no regimento escolar prevendo revista de material de alunos, termo de ajustamento de conduta, obrigatoriedade do uso de uniforme, respeito e decoro no trato com os professores, ressarcimento em caso de depredação de patrimônio e mais presença de policiais dentro das escolas.


Treinamento de incêndio no Congresso Nacional nesta sexta-feira - parte dois
Treinamento de incêndio no Congresso Nacional nesta sexta-feira
veja +
Ibaneis fiz que sem reforma da Previdência DF será prejudicado
Presidente da comissão quer votar reforma da Previdência até fim de junho
Especialistas apontam relação entre gordura trans e aumento de doenças cardiovasculares
veja +