Convocação com jeito de Jânio Quadros e Collor de Mello

autor Misto Brasília

Postado em 20/05/2019 08:09:47 - 08:07:00


Jânio Quadros renunciou à Presidência da República em 25 de agosto de 1961/Arquivo Público

Apoiadores de Bolsonaro sugerem uma manifestação a favor do governo no domingo, mas já há divisões

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou a convocação de atos nas ruas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, marcados para 26 de maio. No domingo, a hashtag #Dia26EuVou esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter durante boa parte do dia, resultando em mais de 211 mil tweets.

Integrantes da ala técnica do governo e de parte da bancada do PSL tentam mudar o mote das convocações. A ideia é redirecionar os chamados para uma pauta positiva, de defesa da reforma da Previdência, de Sérgio Moro e até mesmo do presidente, sem ataques às instituições. O PSL discute na terça (21) como, institucionalmente, vai se portar diante do protesto. O tema divide a bancada.

Em uma notícia, a Folha de São Paulo afirma que os relatos são de que, neste momento, não há risco de embarque dos militares em “uma saída não constitucional”. Esta semana é decisiva. Se Jair Bolsonaro mantiver o discurso de que é vítima de uma conspirata, parlamentares avaliam que a relação com o Legislativo chegará a ponto de não retorno.

Sempre é bom lembrar que também o ex-presidente Jânio Quadros, na década de 1960, pediu que o povo fosse às ruas em apoio ao seu governo. Sete meses depois renunciou. O ex-presidente Collor de Mello também entrou na mesma batida. O que se viu foi manifestação contrária. No governo da então presidente Dilma Rousseff, a militância não conseguiu provocar apoio popular. Pelo contrário, protestos embalaram seu impeachment.


Treinamento de incêndio no Congresso Nacional nesta sexta-feira - parte dois
Treinamento de incêndio no Congresso Nacional nesta sexta-feira
veja +
Ibaneis fiz que sem reforma da Previdência DF será prejudicado
Presidente da comissão quer votar reforma da Previdência até fim de junho
Especialistas apontam relação entre gordura trans e aumento de doenças cardiovasculares
veja +