Supremo autoriza entrevista do ex-presidente Lula

autor Misto Brasília

Postado em 18/04/2019 19:42:30 - 19:36:00


Lula está preso há mais de um ano e não podia falar à imprensa/Arquivo

A decisão de Toffoli revogou uma suspensão determinada em setembro do ano passado pelo ministro Fux

O presidente do Supremo Tribunal Federal (SFT), Dias Toffoli, liberou nesta quinta-feira (18) o ex-presidente Lula da Silva a dar entrevistas a veículos de comunicação que haviam pedido autorização para falar com o petista, que está preso desde abril do ano passado.

A decisão do presidente do STF revogou uma suspensão determinada em setembro do ano passado pelo ministro Luiz Fux. À época, a decisão de Fux havia anulado, por sua vez, uma liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski que havia autorizado o ex-presidente a ser entrevistado pelo jornal Folha de São Paulo. A medida também atingiu outros veículos que haviam solicitado entrevistas. O pedido para derrubar a liminar concedida por Lewandowski foi apresentado pelo Partido Novo.

O caso ocorreu em plena campanha eleitoral, quando a candidatura de Lula já havia sido barrada pela Justiça Eleitoral e o petista vinha coordenando da prisão a candidatura do seu substituto, Fernando Haddad.  À época, Fux determinou que Lula se abstivesse "de realizar entrevista ou declaração a qualquer meio de comunicação, seja a imprensa ou outro veículo destinado à transmissão de informação para o público em geral".

Fux também foi além, determinando ainda que, se alguma entrevista já tivesse sido realizada com o ex-presidente na prisão, o conteúdo deveria ter a divulgação proibida, o que foi classificado como censura prévia por entidades que representam jornalistas, informou a DW.


AO VIVO TV Euronews
PM reprime tentativa de invasão do Ministério da Educação
veja +
Ibaneis disse que ficou triste com investigações contra médicos de hospital
Projeto reforça garantia de liberdade de expressão em escolas e universidades
Telefônicas podem ser obrigadas a atender todos os distritos em quatro anos
veja +