Pai, filho e quadrilha dos Picciani são condenados

autor Misto Brasília

Postado em 29/03/2019 07:12:39 - 07:07:00


O ex-deputado Jorge Picciani foi condenado a 12 anos de reclusão e mais multas/Arquivo

Condenações ocorreram no âmbito da primeira instância e no Tribunal Regional Federal

O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal, condenou onze pessoas por crimes cometidos no âmbito da Operação Cadeia Velha, que investigou o pagamento de propinas de empresas de ônibus a políticos fluminenses. Entre os condenados, está Jacob Barata Filho, conhecido como “o rei do ônibus”, e Felipe Picciani, filho do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) Jorge Picciani. 

A maior pena coube a Felipe Picciani, que administrava a fazenda e os negócios agropecuários do pai, envolvendo comércio de gado e de sêmen bovino, condenado por lavagem de dinheiro a 17 anos e 10 meses de prisão, em regime fechado, mais o pagamento de 553 dias-multa, ao valor de um salário mínimo cada dia.

Benedicto Barbosa Júnior, o BJ, ex-diretor da Odebrecht, foi condenado a 8 anos e 10 meses, por corrupção ativa, mas sua pena final será estabelecida pelo acordo de delação premiada fechado com a Procuradoria Geral da República (PGR). Outro delator, Marcelo Traça, membro da Fetranspor e empresário de ônibus, foi condenado a 14 anos de prisão, mas terá sua pena afixada conforme acordo de delação firmado com a PGR. A reportagem não conseguiu ouvir as defesas dos réus.

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) condenou os ex-deputados estaduais do Rio de Janeiro Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MDB, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A sentença foi proferida por seis desembargadores em ação penal movida a partir da Operação Cadeia Velha, um dos desdobramentos da Lava-Jato no Rio de Janeiro.

Picciani foi condenado a 21 anos de reclusão, 564 dias-multas, de 20 salários mínimos cada dia-multa, em regime fechado; Paulo Melo, a 12 anos e cinco meses, com 350 dias-multas, de 20 salários mínimos cada dia-multa, e Albertassi, a 13 anos 4 meses, com 392 dias-multas, de 15 salários mínimos cada. (Com agências)


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +