Pode avançar CPI sobre o Judiciário no Congresso

autor Misto Brasília

Postado em 11/02/2019 07:49:09 - 07:43:00


Plenário do STF deve analisar esta semana criminalização da homofobia/Arquivo

Vazamento de investigação contra ministro anima opositores por conta de decisões do Supremo

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar quarta-feira (13) uma ação protocolada pelo PPS para criminalizar a homofobia, que é caracterizada pelo preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais). O processo tramita na Corte desde 2013 e será relatado pelo ministro Celso de Mello.

O Poder Judiciário começa esta semana pressionado por uma possível CPI no Congresso e um dos ministros do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, sendo escrutinado pela Receita Federal.

Há uma animosidade grande por parte de políticos em relação ao Poder Judiciário nos últimos anos – por conta de inúmeras investigações conduzidas pela Polícia Federal (corroborada por magistrados) e porque o STF tem sido prolífico ao questionar o que faz o Congresso.

Já o novo juiz da Operação Lava Jato, Luiz Antonio Bonat, prometeu dar publicidade a todos os atos processuais, como fazia seu antecessor Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça. Após a saída de Moro para o governo Bolsonaro, a juíza substituta Gabriela Hardt manteve a transparência dos processos da Lava Jato, que herdou de Moro. (Com o Poder 360, Folha e ABr)


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Governador gaúcho diz que está comprometido com as reformas
veja +
Deputados questionam propostas da Frente Parlamentar do Livre Mercado
Ibaneis diz que Brasília será um grande centro de distribuição para o Brasil
Senadores comentam crise no governo Bolsonaro
veja +