Parlasul vai discutir nesta segunda a situação na Venezuela

autor Misto Brasília

Postado em 10/02/2019 09:09:26 - 09:03:00


O líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, se autodeclarou presidente interino/Arquivo

É composto por parlamentares da Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Venezuela

Os acontecimentos recentes na Venezuela e a definição de ações para superar a crise estão na pauta da reunião da Mesa Diretora do Parlamento do Mercosul (Parlasul) nesta segunda-feira (11), em Montevidéu, no Uruguai. Apesar da suspensão do país como membro do Mercosul, a Venezuela se mantém como Estado Parte do Parlasul, com direito de voz e voto.

O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), um dos vice-presidentes do Parlasul, irá propor que o Parlasul assine uma nota defendendo a negociação e o diálogo. Ele também levantou a possibilidade de ser negociada a realização de novas eleições. O deputado Alex Manente (PPS-SP) disse à Agência Câmara que a crise no país sul-americano é fruto do governo de Nicolás Maduro, que impôs uma ditadura e que a sua recusa em aceitar ajuda humanitária agrava a situação da população.

O Parlasul é composto por parlamentares da Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Venezuela, sendo esta última delegação composta de parlamentares do partido no poder e da oposição.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Governador gaúcho diz que está comprometido com as reformas
veja +
Deputados questionam propostas da Frente Parlamentar do Livre Mercado
Ibaneis diz que Brasília será um grande centro de distribuição para o Brasil
Senadores comentam crise no governo Bolsonaro
veja +