Ministério Público investiga uso de área pública no Paranoá

autor Misto Brasília

Postado em 31/01/2019 16:49:49 - 16:42:00


Empresa ocupa área de preservação permanente /Divulgação/Minervino Junior/CB/D.A Press

Empresa de aluguel de equipamentos aquáticos utiliza espaço irregularmente

A Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema) abriu procedimento para investigar o uso de área pública às margens do Lago Paranoá. A Administração Regional do Lago Sul, a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) foram oficiados para que forneçam informações sobre a legalidade das atividades que ocorrem na região.

  local, à direita da Ponte JK, ao lado da QL 24, sempre foi utilizado pela população para atividades de lazer. Nos últimos meses, no entanto, carros passaram a transitar pela área verde e um quiosque foi erguido no local. Uma empresa de aluguel de equipamentos aquáticos usa o espaço, que é de preservação permanente.

 A Administração do Lago Sul deverá informar se a empresa JK Aluguel de Caiac possui alvará de funcionamento ou autorização para operar às margens do lago. A Prodema também requisitou que o Ibram e a Agefis compareçam ao local e adotem as medidas cabíveis em caso de irregularidade.

 No domingo, dia 20 de janeiro, o Misto Brasília publicou que mais de 100 pessoas participaram de um grande ato pela continuidade da desobstrução do Lago Paranoá. Os manifestantes se reuniram no Parque Asa Delta, no Lago Sul, seguiram até a Península dos Ministros e deram as mãos em um abraço simbólico.

O ato de protesto foi organizado pelas redes sociais após uma declaração polêmica do governador Ibaneis Rocha (MDB) de que “não pode ter gente andando na orla” para garantir a preservação ambiental do local. Os moradores do Distrito Federal utilizam a orla do lago como área de lazer para pedalar e caminhar.


Ibaneis bate boca com deputados distritais da oposição sobre escolas militares
AO VIVO TV Câmara Legislativa
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +