Vamos cozinhar?

autor Marcelo Passamai

Postado em 23/01/2019 07:52:05 - 07:37:00


Moqueca do Passamai mistura as duas principais moquecas, a baiana e a capixaba/Marcelo Passamai

Na estreia da coluna o jornalista e chef de cozinha dá algumas dicas para uma nova moqueca

Olá! Estamos começando um novo momento na história do nosso País e fico feliz em poder estar participando deste importante portal de notícias e opiniões, que é o Misto Brasília.

Particularmente, gostaria de agradecer a oportunidade de poder mostrar um pouco mais do meu trabalho como chef de cozinha e poder passar dicas e sugestões, não só de receitas, como também de harmonização com bebidas e ambientes inovadores que transformam a gastronomia numa magia de sabores e sentidos.

Aqui vamos falar de cozinha, de temperos e de receitas.

Dica desta semana - Desta forma, neste primeiro contato com vocês, decidi colocar uma receita bem brasileira, mas que o regionalismo acaba nos dando receitas diferentes, mas que não perdem em nada em sabor.

Nossa estrela de hoje é a moqueca, palavra com origem africana mu'keka, que significa 'caldeirada de peixe'. No Brasil, é prato típico especialmente dos estados do Espírito Santo, Bahia, Pará, Pernambuco e Ceará apresentando variações regionais significativas. Pode ser preparada com peixe, mariscos, crustáceos, galinha ou ovos. Mais recentemente, criaram-se variações vegetarianas, substituindo-se o peixe por ingredientes como polpa de caju verde, banana-da-terra, jaca, palmito, cogumelos, tofu, berinjela e couve-flor.

Mas as duas principais maneiras de se fazer moquecas no país são a baiana e a capixaba. A culinária baiana traz o azeite de dendê e o leite de coco abundante. Já no Espírito Santo, tem um uso maior do azeite de oliva (influência da cozinha portuguesa), com alguma influência indígena, evidenciada no uso do urucum e do pirão de farinha de mandioca.

A minha moqueca mistura um pouco das duas. Por ser filho da Dona Barbarina, uma capixaba descendente de italianos e por ter sido criado no Rio de Janeiro, a Moqueca do Passamai busca suavizar os sabores entre produtos tão fortes, sem esquecer de manter a pitoresca mistura de elementos essenciais para a transformar essa receita numa arte de sabor que vai à mesa.

Tomara que gostem, que testem a receita e aguardo os seus comentários.

Receita - Moqueca de garoupa e camarão à moda Passamai

Ingredientes

Tempo de preparo: 1h

Rendimento: 4 porções

4 postas de garoupa (700 gramas)

½ Kg de Camarão médio descascado

Suco de 1 limão (para o peixe)

4 cebolas grandes cortada em rodelas

1 pimentão vermelho cortado em rodelas

1 pimentão verde cortado em rodelas

6 tomates maduros cortados em rodelas

2 batatas médias

2 colheres (sopa) de coentro picado

500 ml de leite de coco

1 colher (sopa) de azeite de dendê

Sal

Modo de preparo

Lave bem o peixe, regue-o com o suco de limão e deixe tomar gosto por cerca de 1/2 hora

O camarão pode receber o mesmo tempero

Utilize uma panela de barro, grande.

Corte a batata de rodelas de meio dedo. Você deve forrar o fundo da panela com as rodelas de batatas. Isso irá evitar que o peixe e o molho grudem no fundo, além de puxar um pouco da gordura e do sal.

Depois coloque o peixe.

Polvilhe o camarão por cima, até cobri-lo.

Coloque uma camada de tomate cortados também em rodelas igual a batata.

Coloque uma camada de cebola, também cortada em rodelas.

Depois os pimentões, também em rodelas.

Vá fazendo essas camadas até o final dos ingredientes ou até o todo da panela.

Polvilhe o coentro

Misture o leite de coco e regue o peixe, para que ele esteja presente em toda a panela.

Leve ao fogo baixo, com a panela parcialmente tampada, por 20 minutos.

Não mexa nos ingredientes, a própria fervura vai acomodá-los.

Junte o azeite de dendê, prove os temperos e adicione sal, se preciso.

Deixe em fogo baixo e no final retire do fogo e sirva com uma farofa frita com um dendê e sal a gosto e arroz branco.

Bom apetite!


Misto Brasília daqui a uma semana - site de notícias apresenta novidades
AO VIVO TV Euronews
veja +
Entidades defendem integridade das unidades de conservação
Câmara vai analisar projeto que regulamenta esportes eletrônicos no Brasil
Ibaneis explica como será o patrocínio do basquete para fazer de Brasília a capital do esporte
veja +