Toffoli decide hoje sobre liberdade de João e Deus

autor Misto Brasília

Postado em 21/12/2018 06:36:27 - 06:32:00


Médium João de Deus foi preso com base em 15 denúncias já formalizadas/Arquivo

Ministro do STJ, assim como o Tribunal de Justiça de Goiás negaram o pedido formulado há dois dias

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, pode decidir hoje (21) sobre o pedido de liberdade impetrado pela defesa do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus. Ele está preso preventivamente há cinco dias, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, suspeito de crimes sexuais. A prisão preventiva foi decretada pela Justiça de Goiás com base em 15 denúncias já formalizadas em Goiânia.

Há dois dias, o ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou seguimento a um habeas corpus impetrado pelo advogado Alberto Toron, que representa o médium. Ele argumentou supressão de instâncias, uma vez que um pedido de liberdade ainda está pendente de julgamento na primeira instância.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) negou liminar para soltar o médium, mas ainda não julgou o mérito do habeas corpus impetrado na primeira instância.

O médium João de Deus foi indiciado ontem pela Polícia Civil de Goiás, após acusações de abuso sexual feitas por diversas mulheres que compareceram a seus atendimentos em Abadiânia (GO). “Agora é uma certeza por parte da Polícia Civil que ele foi o autor dos fatos, que existem evidências fortes de que ele praticou os crimes”, disse à Reuters o delegado-geral da Polícia Civil do Estado de Goiás, André Fernandes.


AO VIVO Radio 247 - jazz
AO VIVO Radio 247 - dance music
veja +
Proposta obriga vagões exclusivos para mulheres e crianças
Debate nesta terça-feira segurança de dados pessoais no Brasil
Comissão sugere criação do Mês de Conscientização sobre Câncer de Cólon e Reto
veja +