Sobe para 230 as denúncias contra João de Deus

autor Misto Brasília

Postado em 11/12/2018 14:16:55 - 14:12:00


João de Deus é acusado de violência sexual contra mulheres que foram buscar ajuda espiritual

Assessoria do médium diz que ele está triste, chorou e que João “nunca” fez atendimento individual

O número de denúncias formais contra o médium João de Deus já ultrapassa a duas centenas, segundo informações dos ministérios públicos que montaram uma força-tarefa com a Polícia Civil de Goiás para apurar abusos sexuais contra mulheres que foram até o centro espírita Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia.

Ontem, o Ministério Público de Goiás informou que recebeu por e-mail 40 denúncias num único dia. No Ministério Público de São Paulo, que também apura o caso, já foram recebidas 230 denúncias. No Distrito Federalas promotorias de justiça foram orientados a realizar oitivas com as pessoas que procurarem a instituição. A assessoria do MPDF informou que não há ainda informações sobre denúncias.

Em depoimento à Agência Brasil, a assessora de imprensa da Casa, Edna Gomes, afirmou que o médium “ele está triste, mas está bem. E, no momento certo, vai falar [sobre as denúncias”. “A última vez que falei com ele foi ontem. Ele está chateado, claro, mas está bem. É muita coisa ao mesmo tempo”, afirmou Francisco Lobo, um dos secretários da casa. Dizendo ainda estar se inteirando dos fatos, Lobo classificou as denúncias como um “absurdo”.

Para Edna e Lobo, os promotores da força-tarefa criada pelo Ministério Público de Goiás podem ter se precipitado ao anunciar que a mera denúncia, em caso de crimes sexuais, pode ser o suficiente e que não descartam a hipótese de pedir o fechamento do centro espírita. “Eu só acho que a Casa não tem nada que ver com isso. A Casa é uma igreja. Você vai fechar uma igreja? Agora, se você quer tirar o padre, o pastor, tudo bem, [que se apure os fatos], mas a igreja é a igreja.”

Segundo a assessora, o médium já chorou diante da repercussão das notícias, mas está convencido de que esclarecerá os fatos.

Para a assessora, os depoimentos das mulheres parecem conter inúmeras “inconsistências” que precisam ser apuradas. Edna garantiu que João de Deus não atende ninguém individualmente, em ambiente separado. “O seu João sempre foi um homem muito respeitador. Conhecendo-o, você percebe que há coisas impossíveis [nos relatos]. Ele mesmo diz que nunca foi santo, mas, neste sentido, não há nada [que o desabone]”, disse Edna, lembrando que o médium já foi inocentado de denúncias anteriores semelhantes.


Orquestra de Brasília e o Coral 10 interpretam Cio da Terra
Governador do Pará diz que contas dos estados passarão por pente-fino
veja +
Multa para quem estacionar em vaga de idoso pode aumentar
Projeto que limita propagandas em TVs e rádios educativas aguarda votação na Câmara
Proposta reserva vagas de instituições de ensino para pessoas com deficiência
veja +