Um novo tradutor assusta Microsoft e Google

autor Misto Brasília

Postado em 06/12/2018 14:08:18 - 13:52:00


Tradutor alemão quer competir a médio prazo com os grandes na internet/Reprodução/Blog Deepl

Pequena empresa oferece ferramenta de tradução de textos estruturados também para o português

Gigantes da tradução, como Google e Microsoft, estão diante de um concorrente poderoso, apesar de pequeno. A startup alemã DeepL, baseada na cidade de Colônia, foi fundada por um ex-funcionário da Google.

A pequena empresa oferece uma ferramenta de tradução que produz textos estruturados de forma bem mais natural do que qualquer um de seus grandes competidores. O serviço utiliza a chamada tecnologia deep learning (aprendizado profundo), baseada em redes neurais artificiais, informou a DW. 

Antes de lançar o novo mecanismo de tradução, em agosto de 2017, a empresa já atuava no "setor linguístico" há bastante tempo. Em 2009, os fundadores criaram um dicionário chamado Linguee. Além de várias opções de tradução, este oferece amostras de trechos de textos já traduzidos nos pares de línguas selecionados pelos usuários (alemão e português, por exemplo).

O Linguee coleta essas amostras de textos da internet, usando bots especiais. Esses robôs digitais, conhecidos como web crawlers (rastreadores da rede, em tradução livre), ajudam a indexar o conteúdo disponível na internet. Muitos trechos de textos vêm de documentos de instituições internacionais, como a União Europeia (UE).

Em seguida, um algoritmo de machine learning (aprendizado de máquina) processa a estrutura e o significado do texto coletado e aprende como certas ideias são expressadas em outra língua. Além disso, os usuários podem deixar comentários e classificar manualmente as traduções.

Ao longo de nove anos, o Linguee.com melhorou ao internalizar um número crescente de traduções de alta qualidade. Assim, tornou-se a base para uma nova ferramenta de tradução.

Tradução de e para o português - Nesta quarta-feira (05), a DeepL também lançou novos serviços de tradução, em português e russo. Com essas duas línguas, a startup agora oferece nove línguas europeias e 72 combinações de línguas no total.

O Google Translate conhece mais de cem línguas faladas no mundo inteiro. Mas a DeepL não pretende alcançar o concorrente tão cedo. Os fundadores da startup acreditam que a qualidade é mais importante que a quantidade.

"Queremos ter o melhor sistema de ferramentas de tradução disponível em cada língua. Então, em vez de lançarmos centenas de línguas apenas para as termos à disposição, treinamos nossas redes para entregar a mesma alta qualidade pela qual ficamos conhecidos", avalia Kodak.

No último domingo, a startup com sede em Colônia anunciou um novo investidor: a Benchmark Capital, do Vale do Silício. Com uma equipe de 25 funcionários, a DeepL agora planeja dobrar o investimento em pesquisa e desenvolvimento em um ano, afirma Kodak.

"Essa parceria não significa apenas dinheiro, mas conexões. Seremos capazes de aprender com a inteligência empresarial do investidor e com outras startups que já estão mais adiantadas no processo de desenvolvimento", explica o porta-voz.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Festa de aniversário de João de Deus que agora é acusado de molestar mulheres
veja +
Debate nesta terça-feira diminuição de açúcar adicionado a bebidas não alcoólicas
Ibaneis diz que o secretariado é mais técnico do que político
Deputados fazem esforço concentrado nesta semana no plenário
veja +