Câmara aprova novo distrato para compra de imóveis

autor Misto Brasília

Postado em 06/12/2018 06:41:34 - 06:35:00


Plenário dvotou o texto já aprovado na Câmara e que retornou do Senado/Arquivo

No caso de loteamentos, a retenção chega a 10% do valor pago e a devolução deve ocorrer em 12 vezes

A Câmara dos Deputados aprovou a regulamentação de direitos e deveres no rompimento de contratos de compra de imóveis, o chamado distrato, antiga demanda da indústria de construção.

O projeto determina que metade do valor pago pelo comprador seja retido pela incorporadora se o acordo for desfeito e o imóvel estiver no regime conhecido como patrimônio de afetação, no qual é criada uma empresa para tocar o empreendimento, com patrimônio separado da construtora. Nos demais casos, a penalidade será de 25 por cento.

No caso de loteamentos, a retenção pode chegar a até 10% do valor pago e a devolução deve ocorrer em 12 parcelas. O texto sofreu modificações no Senado, por isso passou por nova votação na Câmara. Com o aval dos deputados nesta quarta, a matéria segue para sanção presidencial com prazo de 15 dias.

“É importante ter um instrumento para inibir a banalização do distrato”, disse o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Festa de aniversário de João de Deus que agora é acusado de molestar mulheres
veja +
Debate nesta terça-feira diminuição de açúcar adicionado a bebidas não alcoólicas
Ibaneis diz que o secretariado é mais técnico do que político
Deputados fazem esforço concentrado nesta semana no plenário
veja +