Obrador, da esquerda, assume hoje o México em crise

autor Misto Brasília

Postado em 01/12/2018 09:41:26 - 09:34:00


Nacionalista de esquerda Andrés Manuel López Obrador que assume a presidência do México/Reprodução

A classe baixa quer agora se beneficiar dos frutos do progresso e espera uma ascensão social

O nacionalista de esquerda Andrés Manuel López Obrador, também conhecido como Amlo, assume neste sábado (01) um país em que a crise está por todos os lados: a criminalidade atingiu o auge no México, a confiança nos políticos e nas instituições desceu ao nível mais baixo, o Estado de Direito está em coma, e as perspectivas para a economia permanecem incertas após a renegociação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte – rebatizado para Acordo Estados Unidos-México-Canadá – em que o México obteve condições piores.

A classe baixa quer agora se beneficiar dos frutos do progresso e espera uma ascensão social; a classe média quer transparência e Estado de Direito; e a classe alta, estabilidade sem aumentos de impostos. Todos exigem mais segurança, segundo a agência DW.

"O maior desafio dele será ajustar essas expectativas à realidade", acredita o analista Ricardo Alvarado, da organização Mexicanos Contra a Corrupção e a Impunidade. O programa de 25 pontos de Amlo parece ser uma lista de desejos: ele planeja, sem novos endividamentos, uma refinaria, duas ferrovias, cem novas universidades, um novo aeroporto, uma duplicação da aposentadoria mínima estatal, soberania alimentar, reflorestamento, bolsas de estudo para estudantes e um sistema de saúde gratuito para todo o país.

"Se você juntar tudo isso, o orçamento explode", avalia o cientista político Rubén Aguilar. Ele acredita que as reais prioridades vão aparecer durante as negociações orçamentárias no Congresso. Muitas propostas dificilmente serão realizadas sem a cooperação do setor privado. Entretanto, Amlo irritou os empresários quando enterrou o projeto, já em fase de construção, de um novo aeroporto para a capital mexicana, através de um plebiscito polêmico, organizado por correligionários. Em vez disso, uma base da Força Aérea já existente deve ser remodelada.


General nega que Michele Bolsonaro mandou tirar obras sacras do Alvorada
Incêndio atinge a Refinaria de Manguinhos (RJ)
veja +
Governador eleito do DF Ibaneis Rocha diz que não tem nenhum tipo de surpresa
Congresso deve votar Orçamento de 2019 nesta semana
Aprovado orçamento de 2019 com reajuste para agentes comunitários
veja +