Ibaneis vai contar com mais um ministro em seu secretariado

autor Misto Brasília

Postado em 24/11/2018 19:29:53 - 19:23:00


Leandro Cruz Fróes da Silva é o atual ministro do Esporte que vai para o secretariado do DF/Arquivo/

Leandro Fróes, ligado a Leonardo Picciani, sai do Ministério do Esporte para a mesma pasta no DF

Um terceiro nome do ministério da administração de Michel Temer (MDB) aceitou o convite do governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) para integrar o secretariado a partir de janeiro. Depois de Sarney Filho (PV-MA) e de Edson Duarte (PV-BA), do Ministério do Meio Ambiente, Leandro Cruz Fróes da Silva vai para a Secretaria de Esportes. Fróes é o atual ministro de Esporte.

Outro ministro que foi convidado a integrar o primeiro escalão foi Alexandre Baldy, das Cidades. Ibaneis afirmou que aguarda uma resposta para a Secretaria dos Transportes, porque Baldy também foi convidado pelo governador eleito de São Paulo, João Dória (PSDB). Nesta segunda-feira deverá acontecer uma nova rodada de negociações entre o ministro e o governador eleito do DF.

É mais um advogado no futuro governo que estava sendo previsto. A confirmação foi dada esta tarde. O futuro secretário é ligado ao ex-ministro Leonaro Picciani, cuja família está envolvida em graves denúncias de corrupção. O atual ministro foi assessor de Picciani na Câmara dos Deputados.

Ele foi secretário de Trânsito de 2006 a 2008, Transportes e Serviços Públicos de Nova Iguaçu (RJ), na Baixada Fluminense. Em 2009, assumiu a presidência da Companhia Municipal de Limpeza Urbana de Nova Iguaçu.

No Esporte, segundo se informou, a ideia é criar ambiente favorável para a realização da Fórmula 3, MotoGP, e a Indy em Brasília. Pelo que comentou na equipe de transição, há dinheiro para estimular essas competições por aqui.


AO VIVO TV Câmara Legislativa
Estudantes do Gisno protestam contra a adoção do modelo cívico-militar
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +