Fiesp deixa vazar dados de 180 milhões de brasileiros

autor Misto Brasília

Postado em 23/11/2018 15:58:32 - 15:53:00


Dados de brasileiros foram expostos por no mínimo dez dias na Fiesp/Arquivo/Divulgação

Vazamento começou a ser investigado pelo Ministério Público do DF nesta semana após denúncias

O promotor Frederico Meinberg Ceroy, que coordena a Unidade Especial de Proteção de Dados e Inteligência Artificial do Ministério Público do Distrito Federal, abriu inquérito para apurar o vazamento de dados pessoais de 180 milhões de brasileiros na Fiesp. A entidade deixou três bancos de dados expostos (sem criptografia) na internet por vários dias. Em apenas um deles, haviam informações de 34,8 milhões de pessoas.

Em nota, a Federação das Indústrias de São Paulo afirma que “está apurando eventual acesso à sua base de dados cadastrais, no dia 12 de novembro, por uma empresa que alega ser de segurança digital”. A descoberta da falha veio do pesquisador de segurança Bob Diachenko, mas segundo informou o site da Tecnoblog, a Fiesp demorou em responder a denúncia.

No dia 14, Diachenko conversou pelo Twitter com Paulo Brito, jornalista e editor do site CiberSecurity, que então falou com a assessoria de imprensa. No dia seguinte, o banco de dados continuava exposto. Brito ligou novamente para a assessoria e o problema foi enfim resolvido. A investigação do Ministério Público começou ontem (22), dez dias após o episódio ser relatado.

De acordo com a assessoria do MPDF, serão apuradas as circunstâncias do suposto incidente de segurança e as responsabilidades pelos danos eventualmente causados. Foram expostas informações como nome, RG, CPF, sexo, data de nascimento, endereço, e-mail e telefone. As bases de dados eram chamadas de “FIESP”, “celulares” e “externo” — que podiam ser acessadas por qualquer pessoa através do motor de busca Elasticsearch. No total, elas contêm 180 milhões de registros pessoais.


General nega que Michele Bolsonaro mandou tirar obras sacras do Alvorada
Incêndio atinge a Refinaria de Manguinhos (RJ)
veja +
Governador eleito do DF Ibaneis Rocha diz que não tem nenhum tipo de surpresa
Congresso deve votar Orçamento de 2019 nesta semana
Aprovado orçamento de 2019 com reajuste para agentes comunitários
veja +