Federal faz apreensões no caso de ameaças a ministros

autor Misto Brasília

Postado em 27/10/2018 08:46:39 - 07:40:00


Coronel Alves é acusado de fazer ameaças contra a ministra Rosa Weber/Reprodução video

Foi aberto inquérito contra coronel da reserva do Exército Carlos Alves na quinta-feira

A Polícia Federal realizou ontem (26), no Rio de Janeiro, a apreensão de computadores e aparelhos celulares no âmbito do inquérito aberto para investigar ameaças divulgadas em vídeo na internet contra ministros do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral.

Com autorização da 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, a polícia cumpriu o mandado de busca e apreensão em endereço que não foi divulgado. Na quarta-feira (24), a PF instaurou inquérito para investigar as ameaças feitas por vídeo publicado no YouTube pelo coronel da reserva do Exército Carlos Alves.

No vídeo de 29 minutos, Carlos Alves se refere à presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, como “salafrária e corrupta”, além de criticar e fazer ameaças a outros ministros do Supremo Tribunal Federal, caso dê andamento a ação que possa resultar em cassação do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. Em outra manifestação, o militar da reserva atacou o ministro Gilmar Mendes. (Da ABr)


Orquestra de Brasília e o Coral 10 interpretam Cio da Terra
Governador do Pará diz que contas dos estados passarão por pente-fino
veja +
Proposta reserva vagas de instituições de ensino para pessoas com deficiência
Câmara analisa propostas para deduzir do IR despesas com remédios, óculos e próteses
Ibaneis disse que vai "colaborar" para a aprovação da reforma previdenciária
veja +