Apologia ao franquismo pode virar ilegal na Espanha

autor Misto Brasília

Postado em 23/10/2018 12:00:56 - 11:54:00


Francisco Franco governo a espanha de 1947 até a sua morte, em 1975/Arquivo/El Periódico

Foi o que disse o governo e que esta modificação vai atingir fundações que não prestaram contas

O governo espanhol estuda reformar a Lei de Memória Histórica para declarar associações e fundações ilegais que fazem apologia ao franquismo e quer modificar o artigo 510 do Código Penal para que esse pedido de desculpas seja considerado crime.

Em uma resposta por escrito datada de 11 de outubro a uma pergunta do senador do presidente Compromis, Carles Mulet, o governo enfatiza que na reforma da lei "as modificações legais apropriadas serão incluídas, para que as associações e fundações que fazem defesa do regime de Franco, e também está estudando a alteração do artigo 510 do Código Penal para incluir tal pedido de desculpas como um crime", segundo publicou o El Periódico.

Oito fundações ligadas a Fundação Francisco Franco estão na mira da nova legislação, porque deixara de prestar contas entre 2008 a 2010 ou de 2001 a 2003. Francisco Franco foi ditador fascista da Espanha e chefe das forças rebeldes da Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Ttornou-se líder absoluto da Espanha em 1947 e governou o país até a sua morte em 1975.


Governador do Piauí diz que Brasil precisa crescer independente da Previdência
Bolsonaro diz que pretende acabar com radares móveis nas rodovias
veja +
Bolsonaro diz no Nordeste que governadores devem apoiar a reforma da Previdência
Relator do grupo de trabalho anticrime defende endurecimento da lei penal
Deputados querem que combate ao câncer priorize o diagnóstico precoce
veja +