Cinema mostra o Japão tradicional e o moderno

autor Misto Brasília

Postado em 18/10/2018 08:24:23 - 08:13:00


Filme Sonho de uma Noite de Verão será apresentado hoje em mostra japonesa/Divulgação

Mostra é uma forma de atrair o brasiliense para conhecer de perto a cultura japonesa

Texto de Heloísa Cristaldo

A Mostra de Cinema Japonês 2018 teve sua abertura ontem (17), em Brasília, e vai até a próxima segunda-feira (22) trazendo o contraste entre o Japão tradicional e o moderno, com filmes que mostram temas variados, desde a época dos samurais, passando por drama da segunda Guerra Mundial, além de humor e anime de fantasia. Ao todo, seis filmes compõem o festival, em áudio original em japonês e legendas em português.

Para o ministro da embaixada do Japão no Brasil, Kazuhiro Fujimura, a mostra é uma forma de atrair o público brasiliense para conhecer de perto a cultura japonesa por meio do cinema. “[Espero] que muitas pessoas conheçam a cultura japonesa e seja ainda mais aprofundado o intercâmbio entre Japão e Brasil”, disse.

Na abertura, a mostra apresentou o filme Depois das Flores, de 2009, do diretor Kenji Nakanishi, uma história de amor entre jovens de castas diferentes, baseada na obra de Shuhei Fujisawa. Os filmes são exibidos no Cine Brasília às 19h e tem entrada gratuita.

Programa e sinopse

Nesta quinta-feira (18), a mostra apresentará o filme Sonho de uma Noite de Verão – Cansada de seu relacionamento com Atsushi, um homem casado, Yuriko deixa Tóquio, onde trabalha, para voltar à sua terra natal, onde conhece um duende que passa a protegê-la, e vive divertidas experiências. A adaptação de Yuriko à nova vida sofre um impacto com a chegada de Atsushi, que vai à vila para procurá-la. Logo depois, a esposa de Atsushi também chega à ilha, adicionando novos elementos ao conflito.

Na sexta-feira (19), é a vez do Mameshiba - Jiro é um homem de 32 anos que não tem emprego e mora na casa de seus pais. Ele não costuma sair ou se socializar com as pessoas. Após a morte de seu pai, a mãe de Jiro foge e deixa para trás um cachorro de 6 meses chamado Ichiro e algumas pistas para Jiro. Para encontrar sua mãe, Jiro precisa se aventurar pelo mundo.

No sábado (20), a mostra apresenta A Esposa do Villon – Um dos mais aclamados filmes japoneses de 2009, o filme mostra uma Tóquio ainda sofrendo com os acontecimentos da 2º Guerra Mundial, explorando temas como a masculinidade japonesa e o ideal feminino. A Esposa do Villon retrata o relacionamento de Sachi com seu marido Otani, um escritor brilhante, mas autodestrutivo. Depois que ele rouba dinheiro de um casal de meia-idade que possui um bar, Sachi se oferece como uma garantia para o dinheiro roubado. Sua beleza e simpatia genuínas logo se destacam contra um pano de fundo de derrota implícita do Japão na 2ª Guerra Mundial.

No domingo (21), será apresentado Voo Feliz – A jovem aeromoça Etsuko está a bordo do seu primeiro voo internacional, junto com o copiloto Suzuki, que faz sua última prova para ser promovido como piloto da companhia aérea All Nippon Airways. Dentro de um avião cheio de passageiros tudo pode acontecer e os jovens profissionais da companhia tem que estar preparados para enfrentar todos os tipos de problemas.

No encerramento da mostra, na segunda-feira (22), será apresentado o anime Pop In Q - Estudante do terceiro ano do ensino médio, Isumi encontra um “fragmento do tempo” no oceano. Ao pegá-lo, ela vê um mundo desconhecido estendendo-se diante de seus olhos e encontra uma estranha forma de vida chamada Pokon. O Pokon diz a ela que o tempo do mundo está em perigo de desmoronar e, com quatro outras garotas, eles tentam contornar esta crise.

(Heloísa Cristaldo é repórter da Agência Brasil)


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +