Índice que serve para reajuste do aluguel tem alta

autor Misto Brasília

Postado em 10/10/2018 10:49:16 - 10:41:00


IGP-M apresentou alta na prévia apresentada hoje pela Fundação Getúlio Vargas/Arquivo

Com o resultado da prévia, o IGP-M acumula taxas de inflação de 9,44% no ano e de 10,99% em 12 meses

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 1,06% na primeira prévia de outubro deste ano. A taxa é superior ao 0,79% da primeira prévia de setembro, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado da prévia, o IGP-M acumula taxas de inflação de 9,44% no ano e de 10,99% em 12 meses.

A alta de setembro para outubro foi provocada pelos três subíndices que compõem o IGP-M. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de 1,2% na prévia de setembro para 1,4% em outubro.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, registrou uma inflação de 0,44% na prévia de outubro, ante uma deflação (queda de preços) de 0,04% no mês anterior. Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu de 0,1% em setembro para 0,31% em outubro.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +