Notas sobre a pesquisa Ibope

autor André Pereira Cesar

Postado em 25/09/2018 09:11:03 - 08:57:00


Bolsonaro e Fernando Haddad lideram as intenções de voto nas pesquisas eleitorais/Fotomontagem

Índices de rejeição de Bolsonaro explicam em larga medida o desempenho ruim no segundo turno

Os resultados da mais nova rodada do Ibope foram divulgados na noite de segunda-feira. O levantamento foi realizado em todo o país nos dias 22 e 23 de setembro.

Jair Bolsonaro (PSL) aparece com os mesmos 28% do levantamento anterior. A pesquisa indica que ele pode ter chegado a seu teto, o que abre a possibilidade de um sprint final para uma candidatura alternativa de centro-direita. Esse cenário é improvável, mas não impossível;

•O petista Fernando Haddad continua em sua trajetória ascendente. Ele passou de 19% para 22% e tudo indica que pode crescer ainda mais. A situação do PT no Nordeste lhe é francamente favorável;

•A candidatura de Ciro Gomes (PDT) patina. Ele manteve os mesmos 11% do levantamento anterior. Sua situação é delicada, pois perdeu espaço para Haddad junto ao eleitorado de esquerda. A reversão desse quadro é improvável;

•Igualmente difícil é a situação de Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano oscilou de 7% para 8%. Para tentar hoje improvável uma vaga no segundo turno, ele precisa da união de seu amplo leque de aliados, algo que parece distante. O chamado "Centrão" dá sinais de que busca alternativas, possivelmente Bolsonaro;

•Com minguados 5% das intenções de voto, Marina Silva (Rede) está fora da disputa;

•No segundo turno, Bolsonaro perde para Haddad, Ciro e Alckmin, e empata com Marina. O capitão aposentado é o "candidato ideal" a ser enfrentado na rodada final do pleito;

•Os índices de rejeição de Bolsonaro explicam em larga medida o desempenho ruim no segundo turno. Com 46% das citações, ele lidera o quesito - entre as mulheres, esse índice chega a 59%. Haddad tem 30% de rejeição. No caso, Alckmin e Ciro, com índices mais baixos (20% e 18%, respectivamente), podem explorar esse quadro;

•Apesar de apresentar números distintos da pesquisa FSB/BTG Pactual divulgada no mesmo dia, o Ibope revela tendência idêntica - Bolsonaro estagnado e Haddad em forte ascensão;

•Por último, a profusão de pesquisas inegavelmente tem influenciado o posicionamento do eleitor, que acompanha com atenção o crescimento e a queda dos candidatos. Esse quadro deve se manter até às vésperas do pleito.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
AO VIVO TV Euronews
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +