Domingo de despedidas no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

autor Misto Brasília

Postado em 23/09/2018 19:07:22 - 19:01:00


Exibições de novos filmes aconteceu durante o Festival do Cinema Brasileiro/Rodrigues Pozzebom/EBC

Além da premiação oficial há a distribuição prêmios por entidades e empresas parceiras da mostra

Após dez dias de sessões, debates e oficinas, termina hoje a 51ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Os premiados serão revelados numa cerimônia de cerca de três horas de duração, prevista para começar às 18h40 no Cine Brasília, um dos espaços culturais mais tradicionais da capital federal.

Além da premiação oficial, que tem 22 categorias divididas em longa e curta metragem, há a distribuição de nove prêmios por entidades e empresas parceiras da mostra. Este ano, mais uma vez, o festival manteve a tradição de aliar a discussão sobre cinema e produções audiovisuais com temas com forte apelo no debate político. Com isso, o festival criado em plena ditadura mantém a contribuição para reflexão sobre o momento.

Ontem (22), o último dia da mostra competitiva foi marcado por diversas produções que abordaram temática LGBT+. Entre elas, o filme Bixa Travesty, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla, sobre a artista Linn da Quebrada. Construído com base em shows de Linn, imagens de arquivo e momentos mais intimistas, o filme traz reflexões sobre questões acerca do corpo não-binário. A película tem a participação musical de Jup do Bairro, Liniker, Raquel Virgínia e Assucena Assucena, da banda Bahias e a Cozinha Mineira.

Também foram apresentados o curta pernambucano de ficção Reforma, que retratou relações homoafetivas entre homens. Outra produção, BR3, mostrou travestis na favela da Maré. (Da ABr)


Orquestra de Brasília e o Coral 10 interpretam Cio da Terra
Governador do Pará diz que contas dos estados passarão por pente-fino
veja +
Proposta reserva vagas de instituições de ensino para pessoas com deficiência
Câmara analisa propostas para deduzir do IR despesas com remédios, óculos e próteses
Ibaneis disse que vai "colaborar" para a aprovação da reforma previdenciária
veja +