Reajuste na escola particular no DF

autor Misto Brasília

Postado em 21/09/2018 10:33:36 - 10:10:00


A escola particular fica cara e a escola pública virou fonte de críticas/Arquivo/Reprodução

Período de matrícula nas escolas vem com o reajuste das mensalidades que pode chegar a 10%

O reajuste das mensalidades nas escolas particulares do Distrito Federal deverá ficar entre 5% e 8%, dependendo da escola e do porte do estabelecimento. Seja como for aplicado, o índice está acima da inflação e é justificado pelos donos dos estabelecimentos como uma recomposição dos valores pagos no aumento dos salários dos professores e para cobrir os impostos. Em São Paulo, o reajuste dos preços aparece entre 5,81% e 10,22%

No ano passado, a média de reajuste foi de 10%. Para driblar o impacto no orçamento das famílias, alguns colégios estão ofertando descontos nas mensalidades de irmãos ou nos valores pagos com alguma antecedência. Na média, as mensalidades para estudantes matriculados no ensino básico variam de R$ 1,9 mil a 3 mil.

Para os pais, o reajuste proposto pelas escolas com o apoio do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe-DF) não se justifica. Seja pelo lado econômico diante de uma economia combalida e dificuldades em cobrir os gastos domésticos como na falta de inovação na pedagogia. Para muitos pais ouvidos pelo Misto Brasília, não houve e não há perspectivas de melhorias no processo de aprendizagem.

O sindicato representa 450 escolas da educação Infantil ao ensino médio de todas as regiões administrativas do DF. No total, há quase mil estabelecimentos instalados na capital federal.

Muitos já pensam em trocar de escola ou mesmo matricular os filhos em escolas públicas, que abriu o período de matrículas nesta semana. No ano passado, segundo a Secretaria de Educação, 12.769 alunos mudaram da escola particular para a pública. No mesmo período de 2016, o número computado foi de 6.130.

Em Minas Gerais, o grupo Mercadológico fez uma pesquisa a pedido do jornal O Tempo com 609 pessoas de 45 municípios. Segundo a consulta, 13% dos pais tomaram alguma atitude, passaram os filhos da escola particular para a pública, migraram para uma escola mais barata ou buscaram descontos na mensalidade.

O principal motivo dessa migração, segundo o próprio presidente do Sinepe-DF, Álvaro Moreira Domingues, com o aprofundamento da crise econômica, houve aumento nas taxas de inadimplência, fechamento de escolas e a consequente migração dos alunos para o setor público nos últimos dois anos. Na escola particular estudam cerca de 680 mil alunos.

Veja como fazer a matrícula neste link disponibilizado pela Secretaria da Educação.

O Censo Escolar 2013 revela que 459.902 alunos estão matriculados na educação básica da rede pública do Distrito Federal. O levantamento, feito em todas as instituições municipais e estaduais de ensino básico do país, inclui também os alunos matriculados na Educação Especial, que representam 3% do total de estudantes aqui no Distrito Federal.

Com 13 Centros e Ensino Especial e mais 654 escolas públicas inclusivas, Brasília oferece ensino público gratuito para 13.565 alunos especiais.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +