Museu de Pablo Escobar é fechado em Medellín

autor Misto Brasília

Postado em 21/09/2018 09:26:25 - 09:21:00


Pablo Escobar foi um dos maiores traficantes de cocaína do mundo/Reprodução

Local que tinha objetos do maior traficante do mundo não tinha autorização para funcionar

A prefeitura de Medellín, na Colômbia, fechou um museu dedicado a Pablo Escobar. Autoridades alegaram falta de documentos para interditar a casa. O local era administrado por Roberto Escobar, irmão do narcotraficante e antigo contador do Cartel de Medellín.

De acordo com o secretário de Segurança e Convivência da cidade, Andrés Tobón, o museu não tinha autorização para funcionar. Além da falta de documentos, Tobón disse que o fato de o local ser dedicado "a um dos bandidos mais tristes e que mais causou danos a Medellín" também contou para a decisão.

Fechado o museu exibia diversos objetos que pertenceram a Escobar, considerado o maior narcotraficante do mundo nas décadas de 1980 e 1990. Entre as peças havia mais de 90 fotografias.

Segundo o jornal colombiano El Tiempo, as visitas ao local eram conduzidas por um sósia de Escobar e, no final do tour, os turistas eram recebidos por Roberto Escobar. De acordo com a emissora de rádio Caracol, o acesso ao museu era permitido apenas a estrangeiros. Vizinhos da casa afirmaram ainda desconhecer a existência do museu.


Relator sugere que pode mexer com a idade da aposentadoria rural
Secretário defende a aposentadoria rural na PEC da Reforma da Previdência
veja +
Recursos do antigo Fundef não devem ser usados no pagamento de professores
CCJ aprova fim da isenção irrestrita de custas judiciais nos juizados especiais
Novos métodos para obtenção de provas do pacote anticrime dividem opiniões
veja +