Beto Richa é solto e diz que foram “dias de sofrimento”

autor Misto Brasília

Postado em 15/09/2018 08:37:09 - 08:34:00


Beto Richa, candidato ao Senado pelo PSDB, ficou preso por quatro dias/Arquivo

Ex-governador acusado de propineiro foi solto esta madrugada por ordem do ministro Gilmar Mendes

Depois de passar quatro dias preso, o ex-governador Beto Richa (PSDB) deixou o Regimento da Polícia Montada, em Curitiba, às 0h40 deste sábado (15). Solto por uma decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o tucano teve de esperar até o início da madrugada para ir para casa. Ele é candidato ao Senado Federal.

Na saída, concedeu uma coletiva, sem responder a perguntas da imprensa. Richa admitiu que foi um período de muito sofrimento, indagou quem teria mais credibilidade, ele ou o delator, e prometeu retomar a campanha ao Senado. “Entrei aqui um homem honrado e saio daqui um homem honrado”, finalizou", segundo a Gazeta do Povo.

No mesmo site, o empresário Tony Garcia, que delatou os esquemas corruptos no governo do Paraná ao Ministério Público Estadual e que permitiu a prisão do ex-governador, deu a seguinte declaração: “Não para em pé um governo que é um balcão de negócios. Não tem como parar em pé. Negócio, negócio, negócio. O dia inteiro é negócio. Se fossem lícitos, tudo bem, mas não”. 


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
veja +
Câmara aprova criação do Dia Nacional da Música e Viola Caipira
Saída de cubanos do programa Mais Médicos repercute na Câmara
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
veja +