Justiça nega liberdade para ex-governador do Paraná

autor Misto Brasília

Postado em 13/09/2018 13:12:49 - 13:10:00


Ex-gpvernador Richa continuará preso por ordem da justiça do Paraná/Arquivo

Beto Richa e a mulher, Fernanda, continuarão presos acusados de receber propina de empreiteira

O desembargador Laertes Ferreira Gomes, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), negou o pedido de habeas corpus ao ex-governador Beto Richa (PSDB), candidato ao Senado, e de sua mulher Fernanda Richa. Eles estão presos há dois dias em Curitiba após uma operação da Polícia Federal para investigar irregularidades em programa de estradas rurais.

O desembargador, na decisão de cinco páginas, menciona ainda a preocupação com o que chamou de “organização criminosa hierarquizada” com suspeitas de fraudes a licitação, lavagem de dinheiro e corrupção envolvendo mais de R$ 70 milhões.

Na decisão de ontem (12), o desembargador disse que a medida foi tomada para servir de “referência” para impedir o descaso às instituições públicas. Laertes Gomes autorizou ainda a entrada de “alimentação específica” para o paciente que sofre de doença celíaca (intolerância a glúten).


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Câmara aprova criação do Dia Nacional da Música e Viola Caipira
Saída de cubanos do programa Mais Médicos repercute na Câmara
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
veja +