Alemães voltam a protestar contra e a favor de refugiados

autor Misto Brasília

Postado em 02/09/2018 07:24:30 - 07:19:00


Milhares foram às ruas de cidade alemã contra a presença de refugiados/Reprodução/DW

Episódios de violência provocaram escândalo em vários setores da sociedade alemã

Cerca de 4.500 pessoas atenderam a uma nova convocação de grupos de direita e saíram neste sábado (01) às ruas de Chemnitz, no leste da Alemanha, em protesto contra a política de refugiados do governo alemão. Outras 3.500 pessoas organizaram um contraprotesto nas proximidades para denunciar a violência contra estrangeiros e a xenofobia no país.

Até o início desta noite, não havia registro de atos violentos contra estrangeiros como os registrados nos protestos anteriores, mas segundo jornais alemães, o clima na cidade continuava tenso. Os episódios de violência registrados no último domingo e segunda-feira provocou escândalo em vários setores da sociedade alemã.

Chemnitz, no estado da Saxônia, tem sido palco regular de protestos desde que um cidadão alemão foi morto a facadas no último fim de semana. O fato de dois suspeitos pelo crime serem estrangeiros – um sírio e um iraquiano – acirrou os ânimos na cidade e levou extremistas a perseguirem e atacarem pessoas que aparentavam ser estrangeiras durante os protestos.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +