Centrais devem receber R$ 200 milhões da contribuição sindical

autor Misto Brasília

Postado em 30/08/2018 20:11:34 - 20:02:00


Temer e Patah, presidente da UGT, em encontro realizado em outubro do ano passado/Arquivo

Sindicalistas estiveram com o presidente que deverá assinar uma portaria liberando o dinheiro

As centrais sindicais querem botar a mão em R$ 200 milhões do que chamam de resíduo do imposto sindical, extinto com a reforma trabalhista em vigor desde novembro do ano passado. As centrais ficaram sem o repasse automático de cerca de 10% de um valor anual aproximado de R$ 3 bilhões. O Supremo Tribunal Federal confirmou em junho a constitucionalidasde do fim da contribuição sindical.

Hoje à tarde, representantes de todas as centrais se reuniram com o presidente Michel Temer. Pelas informações de bastidores, convenceram o presidente, que deixa o governo em cinco meses, a assinar uma portaria que permite a liberação do dinheiro para as centrais e para cerca de 17 mil entidades sindicais.

Devem acontecer reuniões com técnicos do Ministério do Trabalho para elaborar os detalhes do documento que poderá ser publicado até o dia 11 de setembro. Os sindicalistas estiveram em outubro do ano passado com Temer para convencer o presidente a editar uma Medida Provisória para retornar o imposto sindical obrigatório.

Os sindicalistas estão com pressa emreceber o dinheiro porque as contas não param de chegar. Na opinião do presidente da CUT, Miguel Torres, o resíduo estaria num “buraco negro” criado por vários governos.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +