Filmes brasilienses no Festival Internacional de Curtas em SP

autor Misto Brasília

Postado em 24/08/2018 19:14:13 - 19:07:00


Filme brasiliense "O Menino Leão e a Menina Coruja" que será exibido em São Paulo/Divulgação

Produções "O Menino Leão e a Menina Coruja" e “Afrodite” foram premiados em evento da CLDF

O filme brasiliense "O Menino Leão e a Menina Coruja", dirigido por Renan Montenegro, será exibido neste final de semana no 29° Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo. Junto com “Afrodite”, de Marcus Azevedo e Bruno Victor, a produção foi premiada com o troféu Câmara Legislativa do Distrito Federal. A mostra paulistana reúne produções de 50 países.

O filme de Montenegro – que se passa em um universo onde seres misturam características humanas com as de outros animais – também recebeu o Troféu Câmara pela direção de arte. O prêmio, nessa categoria, foi dividido entre Bianca Novais, Flora Egécia e Pato Sardá. "Afronte", que mescla ficção e documentário, mostra o processo de transformação e empoderamento de Victor Hugo, jovem negro e gay, morador da periferia do Distrito Federal.

Em setembro, o Troféu Câmara Legislativa do DF chega à 23ª edição. Estarão em competição três longas e 18 curtas-metragens que disputarão R$ 240 mil em prêmios do júri oficial e do júri popular. As exibições acontecerão de 17 a 21 de setembro com entrada franca, no Cine Brasília.

Segundo informou a assessoria de imprensa da CLDF, os filmes, escolhidos entre 92 títulos, foram selecionados por uma comissão formada por Adriano de Angelis, Diana Svintiskas, Kakau Teixeira, Núbia Santana e Péterson Paim. O júri oficial é composto pelos cineastas João Batista de Andrade, Liloye Boubli e Armando Lacerda.


Fraga diz que haverá motim se for extinta Casa Militar no DF
Exército lembra Stan Lee em homenagem que fez aos soldados em 2016
veja +
Pode virar lei proposta que facilita concessão de benefícios a pessoas com lúpus ou epilepsia
Comissão de Agricultura aprova política de incentivo à produção de etanol
Escolas públicas podem ser obrigadas a exibir resultados no Ideb
veja +